a typewriter with a paper that says upcycling

O que é Upcycling?

No coração da SHE está a paixão pela Regeneração. O upcycling é desenvolvido como uma abordagem inovadora, que transforma materiais descartados em produtos de qualidade e valor. mais do que uma tendência, é um estilo de vida que abraçamos com entusiasmo e comprometimento.

O que é Upcycling?

Up, em português, vem com o sentido de “para cima”, e como uma espiral, passamos
para outro ciclo, outro nível, para o alto, além do que estávamos.

Diferente da reciclagem tradicional, que quebra materiais para criar novos produtos, o upcycling reutiliza esses materiais de forma criativa, dando-lhes uma nova vida e propósito. Essa prática não só reduz o desperdício, como também produz peças únicas e sustentáveis. Um exemplo de upcycling que acaba de ser lançado na moda internacional, é a parceria entre Stella McCartney e Veuve Clicquot’s na criação de novos acessórios para a marca da fashion designer e filha de Sir Paul McCartney,
pioneira na reutilização de materiais na moda de luxo e que fortalece o #VeganLuxury acada coleção.

Assista aqui o vídeo de lançamento dessa collab:

Compromisso com a Sustentabilidade

Estamos comprometidos em criar produtos que se alinhem com os princípios da
sustentabilidade. 

Ao escolher o upcycling para as nossas próximas coleções, contribuímos para a preservação do meio ambiente, evitando que materiais úteis acabem
em aterros sanitários, lixões, ou pior, contaminando o meio ambiente, além de manter o nosso compromisso com o brilho do capim dourado e do ouro reciclado no lugar do
brilho do ouro garimpado ilegalmente. Dessa forma, diminuímos ainda mais a pegada ambiental da moda, que é um dos setores industriais que mais poluem nosso planeta, de acordo com esses indicadores: A indústria da moda, embora não esteja explicitamente listada nas classificações tradicionais dos setores industriais mais poluentes como energia, transporte, agricultura
ou indústria pesada, tem um impacto ambiental considerável que merece atenção. 

Ela interage com vários dos setores mencionados, especialmente no que se refere à indústria


(produção de tecidos, tinturaria, acabamento) e à gestão de resíduos (descarte de roupase tecidos).

1. Consumo de água:

A produção de tecidos, especialmente o algodão, é intensiva em água. Além disso, o tingimento e o tratamento dos tecidos também consomem
grandes quantidades de água.

 

2. Emissões de gases de efeito estufa:

Desde a produção dos tecidos até a logística
de distribuição das peças de vestuário, a indústria da moda contribui para as emissões de CO2 e outros gases. A produção de fibras sintéticas, por exemplo, é derivada de combustíveis fósseis.

Processo de lavagem de tecidos Fonte: Adobe Stock

3. Poluição química:

O uso de corantes e produtos químicos no processamento dos tecidos e metais pode levar à contaminação das águas, afetando a saúde humana e a biodiversidade aquática.

Rios contaminados por materiais quimicos líquidos, como mercúrio. 

Fonte: Adobe Stock

4. Desperdício de tecido:

A cultura da "fast fashion" levou a um ciclo de consumo e descarte mais rápido de roupas, resultando em um aumento significativo de resíduos
têxteis que muitas vezes terminam em aterros sanitários.

Fonte: Frepik

5. Uso de terra e impacto sobre a biodiversidade:

A expansão das áreas de cultivo para fibras como o algodão pode contribuir para o desmatamento e a perda de habitats naturais.

Fonte: Frepik

O que oferecemos

Em breve, você encontrará a nossa nova coleção Shakti, com uma variedade de
produtos upcycled em acessórios de moda que trazem o capim dourado Brasileiro e os tecidos da famosa Rota da Seda, além de pedras e cristais e outros detalhes que vão encher o seu dia a dia de cores e muita beleza com elementos tradicionais em designs
inovadores!

Cada modelo tem quantidade super limitada e alguns são únicos, com sua própria história e personalidade, prontos para se integrarem à sua vida de forma significativa e
por onde você estiver.

 

Junte-se a nós na jornada do Upcycling

Para receber um aviso em primeira mão sobre a nossa pré-venda, basta cadastrar seu email no link abaixo: www.sheisfromthejungle.com.br

Ao escolher produtos upcycled, você não apenas adiciona beleza e delicadeza, mas também contribui para um futuro mais sustentável, sendo um exemplo de consciencia ambiental através da moda, como uma boa e tradicional brasileira

Coleção UBUNTU

_MG_2895

COLEÇÃO UBUNTU: um manifesto sobre humanidade.

“UBUNTU UNGAMNTU NGANYE ABANTU”. Em Xhosa, um dos 11 idiomas oficiais falados na África do Sul,  a expressão significa “pessoas se tornam pessoas através de outras pessoas”.

A palavra UBUNTU ( pronuncia-se UBÚNTU) é repleta de significados e nos traz a noção de comunidade, generosidade, hospitalidade, atenção e cuidado. Transmite, ainda, o sentimento de apoio mútuo.

Ubuntu significa também: eu pertenço. O líder africano Desmond Tutu, grande defensor dos Direitos Humanos e ganhador do Prêmio Nobel da Paz, explica: “Ubuntu não é fácil de descrever porque não tem equivalente em nenhuma das línguas ocidentais. Fala sobre a essência do que é ser humano e do nosso entendimento de que a pessoa humana é cooperativa. O indivíduo solitário é em nosso entendimento uma contradição de termos. Você é uma pessoa por meio de outras pessoas. Eu sou humano porque faço parte.”

O conceito de Ubuntu tem sido amplamente reconhecido e adotado em muitos contextos, inclusive em discussões sobre justiça social, reconciliação pós-conflito e liderança ética. É uma filosofia que enfatiza a importância da conexão humana, da compaixão e do compromisso com o bem-estar comum, e tem sido uma influência positiva em muitas áreas da sociedade.

O papel feminino no artesanato africano

O artesanato na África é uma tradição rica e diversificada, que reflete a herança cultural, a criatividade e as habilidades das comunidades em todo o continente. 

As mulheres têm um papel significativo na produção do artesanato africano, e contribuem de diversas formas:

– Produção: as mulheres frequentemente estão envolvidas na produção física de artefatos artesanais, seja tecendo cestas, batik, esculturas em madeira, cerâmica, joias ou qualquer outro tipo de artesanato. Elas são mestres em suas habilidades e técnicas específicas, transmitindo conhecimento de geração em geração;

– Design e criatividade: muitas artesãs são designers talentosas, trazendo inovação e criatividade para seus projetos. Frequentemente incorporam elementos culturais e simbólicos em suas obras, transmitindo histórias e tradições através do artesanato;

– Preservação da cultura: o artesanato africano muitas vezes representa a cultura e a identidade de um grupo étnico ou comunidade. As mulheres desempenham um papel crucial na preservação dessas tradições culturais, transmitindo conhecimento e técnicas para as gerações futuras;

– Geração de renda: o artesanato é uma fonte importante de renda em muitas partes da África. E as mulheres, muitas vezes, usam suas habilidades artesanais para sustentar suas famílias e comunidades, vendendo seus produtos em mercados locais e internacionais;

– Empoderamento econômico: o envolvimento das mulheres no artesanato também pode ser uma fonte de empoderamento econômico, permitindo que elas tenham mais autonomia financeira e influência nas decisões familiares e comunitárias;

– Comércio justo e desenvolvimento sustentável: o artesanato é uma forma sustentável de geração de renda, já que utiliza materiais locais e práticas de produção ambientalmente conscientes.

Em resumo, através do artesanato, as mulheres desempenham um papel fundamental na preservação da cultura, na geração de renda e no desenvolvimento sustentável. 

A COLEÇÃO UBUNTU 

Enquanto encontramos várias explicações para definir UBUNTU, a palavra é de amplo simbolismo e manifesta, também, PERTENCIMENTO e AMIZADE.

E é assim que apresentamos a nossa nova coleção, UBUNTU, uma parceria entre Fred Nicácio e She is from the Jungle, capitaneado por Domitila Barros. Para Nicácio, UBUNTU é uma celebração ao encontro de almas entre ele e Domitila.

A coleção UBUNTU,  composta por 19 peças exclusivas, entre brincos, pulseiras, braceletes e anéis, traduz de forma perfeita a sintonia entre os dois. Desde o processo de criação até o produto final, Domitila e Fred Nicácio trabalharam juntos em completa harmonia.

Com peças feitas em capim dourado, búzios, cobre e malaquita, mineral muito encontrado na África, a coleção une culturas artesanais e ancestrais, seguindo os preceitos de interconexão e colaboração. UBUNTU chega como um manifesto para nos lembrar da nossa própria humanidade.

MATERIAIS:

A escolha dos materiais que, junto com o capim dourado, nossa matéria-prima, fez parte de um processo cuidadoso e delicado. “Pensamos em tudo nos mínimos detalhes, para gerar o mínimo de impacto ambiental e humano. Tem que ser sempre uma via de mão dupla, tem que ser sempre vantajoso para todos, inclusive para o planeta”, revelou Nicácio.

O CAPIM DOURADO

O capim dourado é uma planta rara e típica do Norte do Brasil. Seu plantio, colheita e comercialização são protegidos por lei. Matéria-prima das joias veganas da She is from the Jungle, o capim dourado in natura não pode ser vendido para outros estados brasileiros, portanto toda a nossa produção acontece no Tocantins, pelas mãos de artesãs profissionalizadas e que seguem todas as normas vigentes.

A MALAQUITA

A malaquita é um mineral de coloração verde intenso muito encontrado em algumas partes da África, como a Zâmbia e também aqui no Brasil. A pedra, de grande beleza, é relacionada ao movimento e ao equilíbrio. Sua energia é extraordinária, servindo praticamente para todos os fins curativos. 

Um dos ‘poderes’ da malaquita é o de trazer de dentro para fora a energia que precisa ser estimulada, podendo ser colocada sobre qualquer área dolorida para trabalhar a densidade da energia da dor e trazer à tona as causas emocionais.

Acredita-se que a malaquita trabalhe para revelar os medos mais profundos sobre mudança e crescimento, e, ainda que auxilia no reconhecimento e utilização dos poderes individuais. Por isso mesmo é uma pedra para trabalhar a abundância, a prosperidade e a manifestação de nossos desejos.

O COBRE

Na antiga África , o cobre era mais valioso que o ouro, e particularmente apreciado pela sua cor e brilho. 

Extraído do solo, acreditava-se que protegia dos perigos da terra. Em diferentes partes do continente, o cobre era usado para desinfetar feridas, esterilizar água potável e tratar dores e rigidez associadas a lesões antigas. Pulseiras de cobre adornavam e protegiam os braços e corpos de todos aqueles que as usavam.

Os ancestrais diziam, ainda, que o cobre possui o poder de transformar energias negativas em positivas. Este metal vermelho-alaranjado esteve muito vinculado com o divino. 

Ele é considerado muito bom para aumentar a capacidade humana de se expressar, para aceitar sentimentos verdadeiros e para equilibrar as qualidades pessoais e a autoafirmação.

OS BÚZIOS

Os búzios, usados em algumas peças, trazem a conexão Brasil e África, já que tal elemento é muito utilizado por aqui, em manifestações de religiões de matriz africana.

Para a yalorixá no Oduduwa Templo dos Orixás, Kemi Salami, os búzios, também denominados cauris, são conchas antigamente utilizadas como moedas. Presentes nas artes, simbolizam a mulher e a fecundidade. Presentes em liturgias das religiões africanas e afro-brasileiras, são indispensáveis em jogos  divinatórios e rituais de desenvolvimento e cura.

Aspas do Fred sobre saúde e bem-estar : “ Sabemos que saúde e bem-estar são termos amplos e que devem ser vistos de forma holística. Somos um ser por completo, para além do que se pode ver, para além da matéria que é palpável. 

A mente, o intelecto, a psique, as nossas emoções, ou como alguns povos dizem, nossa alma, não são tangíveis mas também precisam de cuidados e atenção específica.

É necessário olhar com carinho e cuidado para a beleza que existe dentro de nós. 

Cuidar da saúde mental e emocional não é complemento, é medida fundamental para uma vida plena e saudável. 

Com esse cuidado em mente, aumentamos nossas capacidades de enxergar as belezas da vida que existem dentro e fora de nós e multiplicamos nossa resiliência para nos tornamos ainda mais potentes, seguindo em busca das nossas realizações de forma saudável, nos tornando as potências que nascemos pra ser. “